Secretário de Saúde é preso ao tentar fraudar Enem no Ceará

Compartilhe esse conteúdo

Um secretário municipal de Saúde de uma cidade cearense não divulgada é um dos quatro presos temporários pela Operação Embuste feita neste domingo, 6, pela Polícia Federal (PF).
 
O secretário, que não teve o nome revelado pela PF, fazia as provas de Linguagens, Redação e Matemática do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em uma universidade, no centro de Fortaleza, com pontos de escuta.
 
Os policiais federais flagraram o fraudador com o equipamento espalhado pelo corpo ligado a fones de ouvido. Levado à Superintendência Regional da PF em Fortaleza, foi preso e está à disposição da Justiça Federal.
 
Segundo a PF, a Operação Embuste é um trabalho conjunto dela com o Ministério da Educação (MEC) e o Ministério Público Federal (MPF).
 
A operação cumpre 28 mandados judiciais com quatro prisões temporárias, quatro conduções coercitivas, 15 mandados de buscas e apreensão e cinco sequestro de bens em Estados do Nordeste do País e no norte de Minas Gerais.