Adutora do Alto Oeste irá abastecer 26 municípios do interior do RN

Compartilhe esse conteúdo

A Adutora do Alto Oeste finalmente entrou em  operação, após três anos de atividade suspensa. A obra, considerada uma das mais importantes do interior do Rio Grande do Norte, vai abastecer 26 municípios da região, beneficiando mais de 208 mil pessoas. O valor investido para o sistema de abastecimento é de R$ 168,9 milhões. Desse total, R$ 11,9 milhões foram de contrapartida da atual gestão.

O governador Robinson Faria visitou 11 municípios do Alto Oeste no último dia 29 de dezembro e deu início à operação da adutora.  Os municípios visitados foram Taboleiro Grande, Itaú, Rodolfo Fernandes, Severiano Melo, Riacho da Cruz, Umarizal, Olho d'água do Borges, Lucrécia, Frutuoso Gomes, Antônio Martins e João Dias.

Foi em Antônio Martins que o governador deu início à operação do equipamento de booster – ele impulsiona a água captada –, liberando a vazão de água que, afirmou Robinson, fará a diferença no cotidiano da comunidade local. Em João Dias – o último município visitado – o chefe do Executivo estadual disse estar satisfeito por finalizar esta obra, iniciada em gestões anteriores e com mais recursos. Ele classificou esse como um momento histórico.

“Governamos em meio a uma crise econômica, mas estamos conseguindo terminar essa obra tão significativa. O Rio Grande do Norte está de pé diante dessa crise sem precedentes, enquanto outros estados até mais desenvolvidos estão em situação menos favorecida. Estou executando uma obra que não prometi, mas que não tinha como deixar de lado, levando em consideração os cinco anos de seca que castigam a nossa população”, declarou Robinson.

Segundo a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), a adutora ainda está passando por uma fase de testes, começando exatamente pelos municípios de Antônio Martins e João Dias. A empresa estadual informou à reportagem que os municípios estão recebendo água, mas ainda não na capacidade total. Por isso ainda não saíram da situação de colapso no abastecimento.

No caso de Antônio Martins, localizado a 357 quilômetros de Natal, a previsão é que essa fase dure ainda por cerca de 30 dias. Já João Dias, a 372 km da capital, esse prazo se estende por 45 dias. Ao todo, de acordo com o titular da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Mairton França, a EIT – empresa que fez a obra da adutora – pediu dois meses para finalizar totalmente os testes e repassar a gerência das operações à Caern.

A adutora é abastecida pela barragem de Santa Cruz do Apodi, em Apodi, na Região Oeste. A Semarh está em alerta, já que o reservatório está com 19,25% de seu volume total. Mas Mairton França garante que isso não deve prejudicar a operação e o abastecimento dos sistemas dependentes dessa barragem. A Santa Cruz do Apodi ainda tem capacidade para operar nos próximos 25 meses, caso não chova na região, esclareceu o secretário.

Mairton França comemorou o início da operação da Alto Oeste. “O governador Robinson Faria retomou essa obra como prioridade número um devido à sua importância e urgência, já que a maioria dos municípios em colapso é da região do Alto Oeste”, comentou o secretário.

Desde 2009 segue a saga da adutora do Alto Oeste. Naquele ano as obras começaram, mas em 2010 foram paralisadas. Após reinícios e novas suspensões na construção, em 2015, após dois anos totalmente parado, o serviço voltou definitivamente, até sua conclusão em dezembro de 2016.

 

Chuvas devem cair em fevereiro

Uma das estratégias mais utilizadas no interior do estado para driblar a seca que já dura cinco anos é a perfuração de poços. Em 2016, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) implantou 698 poços, o que beneficiou em torno de 155 mil pessoas. A pasta ampliou em 63% o número de perfurações em relação a 2015, quando foram construídas 427 estruturas, o que beneficiou 95,5 mil pessoas. A expectativa para este ano é que 500 poços sejam perfurados.

Essa é a alternativa utilizada no interior enquanto não chove. O secretário de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Mairton França, afirma que a expectativa é que a chuva venha em fevereiro. Apesar de dizer que não sabe se será o suficiente para aliviar a situação atual de seca, o secretário espera que os reservatórios do estado ganhem uma recarga. Já no final de janeiro as primeiras precipitações devem chegar ao sertão, aponta França, baseado nos relatórios meteorológicos apresentados pela Emparn à secretaria.

As chuvas que caíram há algumas semanas, conta Mairton, não foram suficientes para recarregar os açudes potiguares. A barragem de Santa Cruz do Apodi, por exemplo, que abastece a adutora do Alto Oeste, está com apenas 19,25% de sua capacidade. Isso não preocupa, por enquanto.

Um reservatório considerado importante para o Rio Grande do Norte e está em situação crítica é a Barragem Engenheiro Armando Ribeiro Gonçalves, uma das maiores do estado. São 2,4 bilhões de metros cúbicos de água que podem ser armazenados. Ela abastece 37 cidades e quatro grandes adutoras potiguares. Entretanto, no momento ela está apenas 14,93% cheia e deve entrar em seu volume morto em junho deste ano, se não chover até lá.

“O nível da Armando Ribeiro Gonçalves nunca esteve tão baixo”, lamentou Mairton França, acrescentando, porém, que por enquanto não há previsão da operação no reservatório ser cortada.

 

Adutora deve tirar municípios do colapso

O Rio Grande do Norte possui atualmente 18 municípios em estado de colapso no seu abastecimento de água. A informação consta no boletim mais atualizado da Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern), de 30 de dezembro. A maioria dessas cidades está exatamente na região do Alto Oeste, mas a assessoria de imprensa do órgão gestor de águas explicou que a adutora, apesar de ter entrado em operação, ainda está em testes, não atuando com toda sua capacidade.

Somente com o reinício das obras da adutora do Alto Oeste, no início de 2015, seis cidades da região já saíram do colapso. Consta no relatório da Caern que 14 municípios da mesma região permanecem colapsados. Eles deverão sair dessa lista exatamente devido à operação integral da nova adutora do Alto Oeste, nos próximos meses. Completam o grupo de colapsadas outras quatro cidades do Seridó: Bodó, Cruzeta, Lagoa Nova, e Tenente Laurentino, aponta a Caern.

A empresa também indicou que 75 municípios passam por rodízio em seu abastecimento. Novamente, o Alto Oeste domina a lista, com 20 cidades. A população de outros 17 municípios do Seridó, 13 do Agreste, 13 do Oeste e 12 da região Central Potiguar também só possuem água nas torneiras de suas residências por meio de rodízio.

Carnaúba dos Dantas, por exemplo, só tem 24 horas de abastecimento. A distribuição de água na cidade do Seridó, localizada a 219 quilômetros de Natal, é cortada nas 24h seguintes, seguindo essa alternância durante a semana. Espírito Santo, no Agreste – a 69 km da capital potiguar –, tem 12h de abastecimento e 36h sem. Fernando Pedroza, na região Central e a 160 km de Natal, fica desabastecida todas as quartas e quintas-feiras. Por todo o interior do estado seguem sistemas de rodízio e de racionamento desse tipo.

 

[BOX] Municípios em colapso no abastecimento:

Região Alto Oeste:

1. Almino Afonso

2. Antônio Martins

3. Francisco Dantas

4. João Dias

5. José da Penha

6. Luiz Gomes

7. Marcelino Vieira

8. Paraná

9. Pilões

10. Rafael Fernandes

11. São Miguel

12. Serrinha dos Pintos

13. Tenente Ananias

14. Venha Ver

 

Região Seridó:

1. Bodó

2. Cruzeta

3. Lagoa Nova

4. Tenente Laurentino

Fonte: Caern

Ministro Teori Zavascki estava na lista de avião que caiu em Paraty

Compartilhe esse conteúdo

Um avião bimotor modelo King Air caiu hoje (19) à tarde em Paraty, na região da Costa Verde fluminense. De acordo com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), a aeronave decolou às 13h01 do Campo de Marte, em São Paulo, com destino a Paraty, com quatro pessoas a bordo. A aeronave pertence a Emiliano Empreendimentos e Participações Hoteleiras.

Segundo informações da assessoria do STF, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki estava na lista de passageiros do avião.

O Corpo de Bombeiros informou que o avião caiu no mar, próximo à Ilha Rasa, e está parcialmente submerso. Além dos bombeiros da cidade, homens do quartel de buscas e salvamento da Barra da Tijuca, no Rio, se deslocam para o local para auxiliar nas buscas. Os bombeiros não informaram se há sobreviventes.

Na hora do acidente, chovia forte em Paraty e a região estava em estágio de atenção.

"Não negocio com bandidos e vou demitir se alguém fizer negociação", diz Robinson

Compartilhe esse conteúdo

Em entrevista ao canal Globo News, o governadordo Rio Grande do Norte Robinson Faria, disse hoje (19) que não autorizou qualquer negociação do Estado com criminosos para conter a crise na Penitenciária de Alcaçuz. A imprensa havia noticiado que seu Governo estaria negociando com líderes do PCC (Primeiro Comando da Capital) para retirar da penitenciária os integrantes da facção rival Sindicato do Crime do RN e pôr fim à rebelião que se estende desde o último sábado.
 
"Não houve negociação. tanto que PCC me ameaçou dizendo que se eu retirasse seus líderes tocaria fogo em Natal. Se eu tivesse negociado, Natal não estaria sendo incendiada", disse em resposta à jornalista Maria Beltrão no programa Estúdio i.
 
Robinson disse ainda que desautorizava qualquer negociação e que não admitiria no governo auxiliares que, porventura, tenham agido de tal forma. "Não negocio, não vou negociar, desautorizo e vou demitir se alguém fizer negociação, contrariando a ordem do governador", avisou. Ele relembrou ainda que ao insistir na instalação de bloqueadores de sinais de telefonia nos presídios do estado no ano passado, recebeu as mesmas ameaças, mas não negociou e nem recuou na decisão.
 
O governador também explicou que quando o batalhão de Choque entrou no presídio ontem recolheu o que pôde, mas as armas continuam sendo confeccionadas de forma artesanal pelos detentos e poderia haver mais armas de fogo escondidas. "A ordem foi dada, entramos lá e fizemos ampla vistoria, mas o presídio está destruído e os presos podem ter escondido nos escombros. São armas feitas com material da estrutura do presídio", disse. Hoje, em novo confronto, facções rivais voltaram a se enfrentar na penitenciária e se atacaram com armas artesanais e suspeitas de que até armas de fogo ainda estejam sendo utilizadas.

Prefeitura do Natal suspende expediente desta quinta-feira (19)

Compartilhe esse conteúdo

Diante da situação de instabilidade na Segurança Pública e da indisponibilidade do serviço de transporte público regular, a Prefeitura do Natal informa suspendeu às 14h o expediente nas repartições do Município.
 
Salvo nos serviços que não admitem interrupção do atendimento à população, dentre as quais as unidades 24h como as UPAs, Unidades Mistas, Hospital Municipal de Natal, Samu Natal e Maternidades.
 
Em relação à coleta de lixo, a Urbana informa que está mantida a programação original para todas as regiões da cidade. 
 
A Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas), por sua vez, avisa que suas unidades descentralizadas também estarão com serviços interrompidos nesta tarde, à exceção do Albergue Municipal, que funcionará normalmente.

Inep diz que todas as notas do Enem estarão disponíveis até o fim do dia

Compartilhe esse conteúdo

O resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi divulgado ontem (18), mas nem todos os estudantes conseguiram acessar as notas que tiraram na prova. Pelas redes sociais, candidatos que fizeram principalmente a segunda aplicação, nos dias 3 e 4 de dezembro, reclamam que as notas não estão disponíveis.
 
“Alguém que fez a segunda aplicação do Enem ta conseguindo ver a nota? Pq eu não!”, disse um usuário no Twitter. “Mais alguém aí não conseguiu ver a nota do #enem P.S: eu fiz na segunda aplicação. Acho q quando a nota é tão ruim, o #Inep nem divulga, né?” escreveu outra usuária da mesma rede social.
 
Em 2016, devido às ocupações de escolas e universidades por estudantes, o Enem foi adiado para alguns candidatos. Mais de 6,1 milhões fizeram o exame na primeira aplicação, nos dias 5 e 6 de novembro, e cerca de 265 mil fizeram a prova nos dias 3 e 4 de dezembro, na segunda aplicação.
 
Em nota, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame, diz que até as 9h30 de hoje (19), mais de 3,3 milhões de participantes haviam consultado o resultado, disponível na internet. 
 
“O volume de acessos e problemas técnicos, contudo, causaram dificuldades para alguns participantes acessarem as notas. Essas situações estão sendo solucionadas e até o final desta quinta-feira todos os resultados estarão disponíveis”, justificou a autarquia.
 
Os treineiros, ou seja, aqueles que ainda não concluíram o ensino médio e fizeram o Enem apenas para treinar os conhecimentos, também não conseguem acessar os resultados ainda. Segundo o Inep, os 1.340.060 treineiros que fizeram o Enem 2016 só terão acesso às notas em 19 de março, como previsto em edital. Se esses participantes tiverem feito a edição anterior, em sua página de resultados aparecerá a nota de 2015. Esse grupo de candidatos representa 16% do total de inscritos no Enem 2016.
 
As notas da prova podem ser usadas para pleitear vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), bolsas no ensino superior privado pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Além disso, os candidatos com mais de 18 anos podem usar o Enem para receber a certificação do ensino médio.
 

Problema em bomba de captação afeta abastecimento em 70% da zona Norte

Compartilhe esse conteúdo

Em virtude de um problema mecânico causado em uma das bombas do baixo recalque na Lagoa de Extremoz, a mesma foi retirada para manutenção, o que deve afetar 70% dos conjuntos e bairros da zona Norte, que são abastecidos por este manancial, seja com desabastecimento ou fornecimento com baixa pressão. 

Uma equipe da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) está trabalhando para que a situação seja solucionada até a manhã desta sexta-feira (20). Uma vez retomado o funcionamento da bomba, o abastecimento nas áreas afetadas deverá ser normalizado em até 48 horas, de maneira gradativa.