Category Archives: Dicas

Como manter uma casa pequena sempre organizada

Dicas que vão te ajudar a se sentir confortável no seu lar e a nunca mais perder seus objetos

 

Manter a casa organizada não é uma tarefa fácil. Ainda assim, quando o espaço é menor, você precisa focar nisso. O motivo é bastante simples: muita bagunça passa a sensação de um lugar desconfortável, e o imóvel pode parecer ainda menor.

 

O primeiro passo é aproveitar os móveis multifuncionais, como a cama com baú, na qual você poderá guardar objetos pessoais, mas essa não é a única dica. Veja abaixo como manter tudo sempre em ordem.

Crie uma rotina

A rotina de limpeza e organização ajuda a manter a casa sempre arrumada. Defina qual será o dia da faxina e por onde você vai começar. A dica é dar preferência por um dia ao qual você pode se dedicar ao momento, como um sábado.

 

Assim, se todo sábado é dia de faxina, você reservará esse dia para dar aquela geral na casa. Tirar o pó, trocar as roupas de cama, lavar o banheiro são exemplos de atividades que acontecem nesse dia.

Adote o “usou, guardou”

Seja para roupas ou objetos, sempre adote a ideia de usar e guardar. Dessa forma você evita coisas acumuladas pela casa e, quando precisa de um item, sabe exatamente onde encontrá-lo.

 

A regra é válida até mesmo para as louças. Após cada refeição, lave tudo, enxugue ou deixe secar e guarde cada coisa em seu lugar.

Aproveite os móveis multifuncionais

Móveis multifuncionais são aqueles com mais de uma função. Alguns exemplos são as camas-baú, as mesas de canto com gavetas e as camas com gavetas. A ideia é poder guardar objetos e economizar espaço com o restante da mobília.

 

Por exemplo, no quarto, no lugar de ter uma estante e uma cama, você pode ter a cama-baú e, dentro dela, guardar brinquedos e outros itens. Também é possível ter uma cama com gavetas e dispensar o gaveteiro no cômodo.

Defina uma rotina de descarte

Muitas coisas acabam ficando apenas guardadas e sem uso. Em casas pequenas, é preciso estar atento a isso e verificar se é melhor jogar fora ou repassar para outra pessoa. 

 

As roupas podem ser vendidas em brechós ou doadas. Já os demais itens da casa podem ser descartados, ainda mais se apresentarem sinais de que estão muito velhos. Tem algo repetido? Doe para um amigo ou alguém da família.

Use organizadores

Cestos, caixas ou separadores, os organizadores facilitam a guardar objetos e manter tudo no lugar. Você pode tê-los em vários cantos do seu lar, desde na cozinha, para separar os talheres, até no quarto, dentro do guarda-roupa.

 

Faça um bom uso e, se necessário, etiquete os cestos e as caixas para saber o que está guardado ali. A dica é muito útil no caso dos armários, nos quais os itens ficam lá no alto.

Aposte no “menos é mais”

Espaços menores pedem uma decoração mais leve e clean, então siga a ideia do menos é mais. Você até pode ter bibelôs e outros itens decorativos, mas tente aproveitar ao máximo os próprios móveis.

 

Além disso, foque em usar as paredes, com quadros, fotos e papel de parede, e diminua o número de objetos que ficam no chão. Até mesmo para os móveis, o indicado é ter o mínimo possível em cada cômodo.

Padronize os potes da cozinha

Você vai precisar de potes na cozinha para guardar os alimentos e para usar nos preparos. No lugar de ter várias opções, procure padronizar para facilitar na hora de guardar. 

 

A dica é investir na mesma marca e em tamanhos parecidos, fáceis de encaixar um dentro do outro. Quanto aos potes para armazenar alimentos, a dica é usar todos do mesmo tamanho, não importa se vão para a geladeira ou para o armário. Se for de cor mais escura, lembre-se de etiquetar para saber o que tem ali.

Carteira de habilitação: saiba como se preparar para as provas

Conheça dicas valiosas para se preparar adequadamente para os exames teórico e prático de habilitação

 

Quando se inicia o processo de habilitação para dirigir, o candidato logo pensa em dois “obstáculos” que terá pelo caminho: a prova teórica e o exame de direção, etapas essenciais para garantir a CNH. Com isso, desde o começo, é normal ficar pensando em como se preparar adequadamente para essas etapas.

 

Afinal, de nada adianta se o futuro motorista pesquisar por lojas especializadas que tenham tudo para motos se ele ainda não pode transitar com ela, não é mesmo? Por isso, o texto abaixo dá mais detalhes sobre como funciona o processo de habilitação e dicas para ter um bom preparo para as provas.

Continue reading Carteira de habilitação: saiba como se preparar para as provas

Cães de guarda: conheça melhor os Rottweilers

Raça é reconhecida mundialmente pela força e inteligência

 

Dono da nona posição no ranking de inteligência canina, segundo o livro A Inteligência dos Cães, de Stanley Coren, o Rottweiler é também uma das raças de cães preferidas dos brasileiros.

 

Características como força, agilidade e instinto de liderança fazem com que esses animais sejam excelentes cães de guarda. Um erro comum, no entanto, é a associação do Rottweiler como uma raça agressiva e violenta.

 

Na verdade, isso vai depender muito mais da forma como o animal vai ser criado do que do seu temperamento propriamente. Para eliminar esse tipo de preconceito, te convidamos a conhecer um pouco mais sobre os Rottweilers.

Origem dos Rottweilers

Como acontece com diversas outras raças, existem histórias controversas a respeito do local de origem do Rottweiler. Alguns especialistas apontam que esses cães sejam descendentes da raça Boiadeiro de Berna (Bernese), enquanto outros acreditam que se trata do cruzamento entre Pastor Alemão e Mastim Napolitano.

 

Acredita-se, porém, que o Rottweiler seja uma das raças mais antigas do mundo, já que seus antepassados teriam percorrido o sul da Alemanha com o exército do Império Romano. O cruzamento desses animais com cães locais teria dado origem ao que hoje conhecemos como Rottweiler.

 

Seu nome é derivado de Rottweil, tida como local de origem dessa raça. Conta-se ainda que os açougueiros da cidade alemã de Rottweil usavam esses cães para puxar carros de carne, facilitando seu transporte. Daí é que surge sua primeira nomenclatura como o “Cão de açougueiro de Rottweil” (Rottweiler metzgerhund).

 

Com o passar do tempo, o Rottweiler passou a ser usado também como cão de pastoreio e de guarda. Inclusive, ele é considerado como um cão de guerra, que auxiliou o exército alemão tanto na Primeira quanto na Segunda Guerra Mundial.

 

Características do Rottweiler

O Rottweiler é uma raça com estrutura corporal robusta e forte. Sua pelagem é quase totalmente preta, com partes específicas em marrom puxado para o dourado ou castanho, como focinho, patas, parte das pernas e alguns pontos do corpo. Ele possui ainda uma forte arcada dentária, com 42 dentes. 

 

Em média, um Rottweiler tem 68 cm de altura e peso de 50 kg, sendo considerado um animal de porte médio a grande. A expectativa média de vida dessa raça gira em torno dos 10 anos.

 

Esses cães são bastante territorialistas e tendem a proteger o ambiente e as pessoas com quem convivem. Quando se trata de temperamento, porém, não há um consenso, já que eles tanto podem ser extremamente dóceis e brincalhões, quanto intimidadores e sérios.

 

O comportamento vai ser definido, em parte, graças à forma como o animal vai ser criado. Se ele vive em um lar amoroso e passou por um processo de adestramento, provavelmente será um animal de fácil convivência. Caso contrário, pode se tornar arisco e até violento.

 

De um modo geral, o recomendado é que o Rottweiler seja apresentado, ainda filhote, a diferentes tipos de estímulos — como contato com pessoas de diferentes etnias, idades, sexo, além de outros animais, como cães e até mesmo gatos. 

 

O adestramento também é essencial, pois irá ensinar o cachorro a se comportar e a entender o que pode ou não fazer e qual o seu lugar, de modo a evitar problemas com agressividade, por exemplo.

Cuidados que você precisa ter com seu Rottweiler

O pelo do Rottweiler é mais curto, o que torna a sua manutenção mais fácil. A escovação diária, por exemplo, ajuda a remover o excesso de pelos mortos, deixando a pelagem brilhante e bonita por muito mais tempo. Os banhos não precisam ser tão frequentes, mas, se preferir, opte pelos feitos a seco.

 

Por conta do seu tamanho, é indispensável manter uma rotina com atividade física. Podem ser caminhadas, corridas ou mesmo brincadeiras de pegar objetos. O importante é que ele tenha esse momento para extravasar o excesso de energia.

 

Os exercícios também são importantes para manter o peso do Rottweiler, já que esse animal tende a ser bastante guloso, evitando problemas como a obesidade canina.